Translate this Page

Rating: 3.2/5 (120 votos)


ONLINE
1



Partilhe esta Página

 

 


Renato Galvão e sua Poesia
Renato Galvão e sua Poesia

2019                                                          Toalha Manchada


 

Não deveria tanto ter me doado,

Pois acabei na chuva abandonado,

Tentando me aquecer no frio

Vazio que deixastes no meu átrio.

 

O espelho na sala reclama sua presença,

O sofá a sua falta de experiência,

Os tapetes clamam por teus pés.

E a razão revela quem tu és.

 

Com o tempo, como num sonho,

As lembranças vão se apagar.

Talvez alguém surja com um novo

Perfume para o teu, de minha cama, expulsar.

 

Orgulho-me de ter aprendido com a vida

A ter tolerância, paciência e perseverança.

Mas tudo isso, diante de você,

Acabou com minhas certezas e esperanças.

 

Agora não importa a razão.

Tudo se desfez. E o que restou?

Apenas uma toalha manchada

Pelo teu blush e o vermelho batom...