Translate this Page

Rating: 2.9/5 (191 votos)


ONLINE
1



Partilhe esta Página

 

 


O Poder de Semear está nas nossas Mãos
O Poder de Semear está nas nossas Mãos

O PODER DE SEMEAR A LITERATURA, ESTÁ NAS NOSSAS MÃOS

  

A palavra literatura não é uma palavra composta, porque não resulta do processo morfológico mediante o qual se associam palavras ou radicais (cf. Dicionário Terminológico, B. 2.3.2.).

  

Penso comigo: que palavra estranha essa, que vem do latim "litteris" que significa "Letras", e possivelmente uma tradução do grego "grammatikee".  Ser escritor é tão especial assim?

 

Podemos analisar a palavra literatura de muitas formas, podemos até contratar especialistas para ter uma definição douta da palavra, mas do que nos adianta saber definir a palavra se não soubermos como espalhar literatura?

  

SEMEAR

 

Quando estamos focados em espalhar a semente da literatura, não precisamos nos preocupar tanto com o significado da palavra em si, mas deixar que os leitores definam a alegria de colher as sementes que estamos lançando.

 

Assim, a semente lançada, promoverá colheita, porém jamais devemos nos orgulhar de colher os frutos daquilo que não semeamos.

Nossos leitores, ao colher o fruto da nossa “semeação”, não reparam no poder de semear, consideram muitas vezes este ato quase nulo.

 

E nós escritores, muitas vezes, na ânsia de semear, descuidamos das sementes, muitas vezes a ansiedade pela colheita tem feito com que muitos desvalorizem o poder de semear.

 

SIGNIFICADO DE SEMEAR

 

Lançar sementes na terra para germinar: semear os campos. Buscar resultados; colher: trabalhar.

Derramar aqui e ali; espalhar: semear benefícios.

Dispor sem ordem; entremear: Fazer divulgação, divulgar, propagar, alastrar.

 

Podemos semear o bem, semear, intrigas, boatos, cadáveres pelo campo de batalha, mas nunca podemos esquecer de que quem semeia ventos colhe tempestades. Ou de que, quem causa um mal será vítima de males maiores.

 

O ato de semear deve ser feito com amor, deve ser um prazer, pois ele traz a certeza de que semeando, estamos no caminho certo para a colheita.

Semear as palavras deve ser o nosso objetivo, para que o nosso leitor encontre bons frutos. Este é o caminho para o sucesso.

  

APRENDENDO A SEMEAR

 

Toda nossa vida é baseada naquilo que plantamos e colhemos. As sementes são diversificadas como ações, tempo, amor, ódio.

Tudo que fizermos, colheremos os devidos frutos.

 

Os semeadores de palavras passam por pressão, muitos desistem, outros acabam se isolando e esmorecendo. Porém, é em momentos como esses que devem continuar semeando.

Não permita que o espírito de competitividade entre em cena.

Não inveje o sucesso dos colegas, mas celebre e honre aos que já chegaram ao topo.

 

COMEDOR DE SEMENTES

 

Não seja um “comedor de sementes”.

Semear é a prova de que a ganância foi vencida. A ganância é a ânsia por ganhos altos, avidez, cobiça, cupidez. O remédio para ela é a generosidade.

O não querer ter é egoísmo, pois não temos apenas para nós mesmos, mas recebemos o dom da escrita, não porque somos melhores que outros, mas para com nosso dom, tocar outras vidas.

 

Quando um leitor colhe a semente que plantamos ele pouco se importa o quanto ela custou para nós.

O ato de semear não se trata de receber o que deseja, mas de produzir as sementes para o futuro.

Não somos o mendigo que implora, somos o que ofertam as palavras, somos, doadores, investidores.

 

O ato de semear nos ensina que semear e colher é uma lei, que funciona assim como a lei da gravidade e tantas outras leis naturais.

  

ENTÃO CONTINUE PLANTANDO

  

Alguns tem recompensas visíveis, já outros ainda não colheram seus frutos.

 

Apenas devemos semear, independente de quando colheremos os resultados.

Cuide para que sua prosperidade não destrua sua generosidade.

 

“O que você semeia no presente é mais do que suficiente para criar seu futuro”.

Não hesite em continuar semeando as palavras, independente do que farão com o seu plantio, continue, pois, sua colheita virá. Se você semeia, ilumina vidas, viva cada dia pensando em dar algo de bom para a humanidade. Não importa o meio, apenas semeie.

A semente sai de nossas mãos, porém não de nossas vidas; ela trabalha. Ela nos mantém o ciclo mesmo nas mudanças de estações ou das terras mais secas.

Se plantarmos, colheremos.

 

26/08/2019 por Ironi Jaeger