Translate this Page

Rating: 2.7/5 (365 votos)


ONLINE
2



Partilhe esta Página

 

 


Entrevista com a autora Luíza Freire
Entrevista com a autora Luíza Freire

 

Eu sinto muito – com a autora Luíza Freire

 

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

Luíza Freire, tem dezesseis anos, mora em Manaus, Capital do Amazonas. Escreve desde os dez anos de idade, é apaixonada por tudo que envolve a literatura, gosta de trazer realidade às suas histórias e aprender com seus personagens, seu maior sonho é viver unicamente da escrita. Alguns dos seus passatempos favoritos são ler, fotografia, filmes, séries e passar tempo com irmãos e família. É fluente no inglês, e tem paixão pela música.

“Espero que minha história consiga toca-los da forma que me tocou e dar voz às mulheres e crianças que sofrem de agressão doméstica e outros traumas envolvidos.”

 

Boa leitura!

 

Escritora Luiza Freire, é um prazer contarmos com a sua participação na revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que mais chama a sua atenção nos romances?

Luiza Freire - Com certeza é a facilidade em fazer o leitor se identificar. Gosto de poder moldar a história, trazer novas versões do amor, brincar com os personagens,  torná-los quebrados, reais, passar uma mensagem e críticas sociais. É a minha forma de me expressar para o mundo, não vivo sem.

 

O que a inspirou a escrever “Eu sinto muito”?

Luiza Freire - Eu estava em busca de uma história original para um concurso e me deparei com um texto antigo meu em que uma criança se escondia no armário, com medo de um homem. Acabou que não consegui tirar o texto da cabeça e senti que precisava falar sobre aquilo, tentar ajudar pessoas que sobrem de agressão doméstica e passar uma mensagem de esperança.

 

Apresente-nos o livro

Luiza Freire - Ele gira em torno de Cora, uma garota de 17 anos que, apesar de ter uma avó, irmãos e amigos amorosos, ainda sofre com as memórias de uma infância traumática. Por isso, decide bloquear as memórias da cabeça, mesmo que signifique nunca entender completamente o que lhe aconteceu. Porém Evan, o parceiro novo de biologia, aparece para dar o empurrãozinho inicial e fazer com que Cora vá em busca de respostas, entenda seu passado a fim de aceitá-lo e siga em frente.

 

Qual o cenário, espaço geográfico, escolhido para a trama?

Luiza Freire - Ele se passa em Springfield! Uma cidadezinha minúscula que fica em Nova Jersey. Foi uma experiência incrível porque morei lá enquanto escrevia e pude imaginar meus personagens perto de mim, inclusive estudei na mesma escola que eles.

 

Como foi a escolha do nome para os principais personagens que compõem o enredo?

Luiza Freire - Não existe muito segredo, sou muito ligada nos meus personagens e eles simplesmente pipocam em minha cabeça com nome e sobrenome, mas Cora foi em homenagem à Cora Coralina e Jayden, seu melhor amigo, foi a um personagem do meu livro favorito!

 

O que mais a atrai em “Eu sinto muito”?

Luiza Freire - A mensagem de superação e  amor, não só o romântico, mas o amor pela família, o apoio dos amigos, o amor que supera o sangue, o passado e a cura É uma história que fala de amizade, adoção, família e te toca em vários sentidos, parece triste, mas carrega uma força incrível!

 

Como se deu a escolha do título?

Luiza Freire - Sou péssima com nomes de livros! Descobri o título quando estava nos últimos capítulos. Ele se encaixa bem porque “Eu sinto muito” pode significar um pedido de desculpa ou uma intensidade de sentimentos, o que caracteriza perfeitamente a protagonista e sua história.

 

Onde podemos comprar o seu livro?

Luiza Freire - Ele está disponível em versão física no site do Grupo Editorial Coerência, no site da Livraria Cultura e também em versão e-book pela Amazon! Todos os links estão na biografia do meu Instagram.

 

Quais os seus próximos projetos literários?

Luiza Freire - São vários! Tenho todo o tipo de história na cabeça, de romance à ficção científica, mas meu próximo projeto é o Spinn-off de Eu sinto muito, “O que as marcas não dizem”, que conta a história de Billy e Molly, irmãos mais novos da protagonista,  oito anos depois do primeiro livro.

 

Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a escritora Luíza Freire. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Luiza Freire - Eu sinto muito é uma obra que deve ser lida com carinho, é uma mensagem muito importante e, mesmo eu sendo autora, aprendi demais com cada personagem. Espero que minha história consiga toca-los da forma que me tocou e dar voz às mulheres e crianças que sofrem de agressão doméstica e outros traumas envolvidos.

 

 

 

Divulga Escritor, unindo você ao mundo através da Literatura

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

Contato: divulga@divulgaescritor.com