Translate this Page

Rating: 2.7/5 (365 votos)


ONLINE
1



Partilhe esta Página

 

 


Entrevista com a autora Lúcia Teixeira
Entrevista com a autora Lúcia Teixeira

 

Novos caminhos e reflexões em ‘Caminho para ver estrelas’

 Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

 

Lúcia Maria Teixeira é Mestre e Doutora em Psicologia da Educação, educadora, psicóloga e escritora. Foi indicada ao prêmio Jabuti e recebeu outros relevantes prêmios. Autora, entre outros, de Fruto proibido – um olhar sobre a mulher; Autoridade do professor – meta, mito ou nada disso; da trilogia Pagu – livre na imaginação, no espaço e no tempo; Croquis de Pagu e Viva Pagu – fotobiografia de Patrícia Galvão; e A claridade da noite – o aluno do ensino superior. E dos infanto-juvenis que  compõem a trilogia do Tempo: Tudo é possível- incrível viagem no tempo, O segredo da longa vida e Caminho para ver estrelas.  É presidente do Colégio Santa Cecília e da Universidade Santa Cecília ( Santos- São Paulo - Brasil) e diretora do Sistema Santa Cecília de Comunicação - Rádio e TV Educativas. Em 2020 foi eleita entre as cinco mulheres brasileiras com atuação relevante, Prêmio Mietta Santiago, em votação unânime das 77 deputadas da bancada feminina do Congresso Nacional Brasileiro. 

“As estrelas estão lá, vamos aprender a enxergá-las. As estrelas são a luz que cada um tem dentro de si mesmo. É preciso acreditar em si, deixar a imaginação moldar o futuro a partir do aqui agora.”

 

Boa Leitura!

 

 

Escritora Lúcia Teixeira, é um prazer contarmos com a sua participação na revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que a motivou a escrever "Caminho para ver estrelas"?

Lúcia Teixeira - Geralmente meus temas abordam questões que me incomodam na realidade e que eu quero mudar; refletem um pouco e complementam as minhas ações como cidadã, mulher, educadora e psicóloga. Escrevendo, fazendo palestras e intervenções em vários locais e meios, eu posso me comunicar e dar voz a outras pessoas que não são vistas ou ouvidas, cujos dramas cotidianos estão aos nossos olhos, mas não são percebidos.

Para qualquer idade, as questões desse livro podem ser um encontro com aquele adolescente que cada um foi, com seus sonhos e utopias.

Com uma narrativa ágil e não linear, os personagens vivem em mundos paralelos e em situações que funcionam como metáforas para temas atuais como depressão e isolamento nos jovens, poluição, destruição do Meio Ambiente, inclusão, drogas, internação de doentes mentais e outros. As guerras, que continuam ceifando muitas vidas, de jovens, principalmente, trazem o debate bem atual sobre a questão dos conflitos bélicos entre nações, das armas e a responsabilidade pública e particular. Na verdade, meu objetivo foi chegar aos jovens através da ficção e abrir espaços para que pensem sobre o passado, presente e futuro, analisando fatos que não aceitam e o que desejam mudar a partir do legado de gerações anteriores.

 

Quais critérios foram utilizados para escolha do título?

Lúcia Teixeira - A proposta do livro é destacar essa difícil realidade em que vivemos e mostrar para os jovens que há saídas, que há esperança, que eles têm forças internas e ajuda externa para lidar como os desafios. Os personagens adolescentes do livro buscam saídas para conseguir sobreviver. Uma das mensagens do livro é para que as pessoas não desistam, olhem para suas imperfeições e medos, se fortaleçam e valorizem a amizade, a empatia e a compaixão com quem está ao seu lado. Esse é o verdadeiro caminho para ver estrelas.

Apresente-nos o livro (sinopse)

Em uma cidade praiana, que pode ser Santos ou qualquer outra, os jovens acordam infectados com uma misteriosa doença: perderam a capacidade de imaginar, de ter desejos, de criar, de acreditar em si mesmos e não conseguem mais enfrentar frustrações. Os adolescentes Lucas e Ana são os narradores desses fatos e passam a viver nesse dia em universos paralelos, que dão origem a histórias diferentes no espaço-tempo, em mundos  medonhos e sombrios. O livro tem também uma playlist com músicas selecionadas especialmente para as ações ou sentimentos dos personagens.

 

Quais os principais objetivos a serem alcançados por meio da leitura de "Caminho para ver estrelas"?

Lúcia Teixeira - O mais importante é eu me comunicar e chegar ao coração dos jovens e de pessoas de todas as idades. Eu quis mostrar nessa história que sempre é possível enxergar outros pontos de vista, mesmo quando o futuro parece sombrio. As estrelas estão lá, vamos aprender a enxergá-las. As estrelas são a luz que cada um tem dentro de si mesmo. É preciso acreditar em si, deixar a imaginação moldar o futuro a partir do aqui agora. Questiono o retrato da realidade, física e metafísica, para enxergarmos além do imediato, honrar a vida, vencermos preconceitos e ideias pré-concebidas, que trazem um abismo mental, um subterrâneo, como retratado no livro. Pelo retorno que os jovens e pessoas de todas as idades têm trazido, sinto que Caminho para ver estrelas está conseguindo mobilizar essa força poderosa de resistir e vencer os desafios.

 

Quais os principais desafios para escrita do livro?

Lúcia Teixeira - Foi preciso fazer uma pesquisa intensa sobre Ciência, Física, Química, História, temas da atualidade sobre o universo da ficção científica. Para chegar ao coração dos jovens, usei Metáforas para temas atuais como depressão, poluição, destruição do Meio Ambiente, loucura, drogas e inclusão garantem a atualidade da obra, convivendo com fatos históricos, como a Primeira Guerra Mundial, o Holocausto brasileiro, como é chamado o Hospital Psiquiátrico de Barbacena e momentos da Mitologia. Este livro envolve temas universais. Até a obra de Borges eu pesquisei quando estive na Argentina. Foram muitas influências, e a minha formação como educadora e psicóloga também interferiu muito ao escrever. É difícil não se colocar. Em cada momento os personagens foram mudando e fazendo o que eles queriam. Precisei entender esses personagens, entender as nossas feridas como sociedade, mostrar como podemos superar isso.

 

Onde podemos comprar o seu livro?

Lúcia Teixeira - Na internet podemos comprar nos sites da Amazon, Martins Fontes Paulista e Cortez Editora

Cortez Editora https://www.cortezeditora.com.br/produto/caminho-para-ver-estrelas-2199

Amazon https://www.amazon.com.br/s?k=lucia+furlani&__mk_pt_BR=%C3%85M%C3%85%C5%BD%C3%95%C3%91&ref=nb_sb_noss 

Martins Fontes Paulista

  https://www.martinsfontespaulista.com.br/buscar?q=lucia%20furlani

 

Redes sociais: Facebook – Caminho para ver estrelas

Instagram: @caminhoparaver

Blog – www.caminhoparaverestrelas.com.br

 

Quais os seus próximos projetos literários?

Lúcia Teixeira - A imaginação de um escritor não para. Justamente à noite ou durante a madrugada, quando eu estou longe da atividade intensa da Universidade, vão surgindo ideias que eu anoto. Essa pandemia trouxe muitas ideias. Tudo serve de inspiração, como fatos do dia a dia, diálogos, imagens, leituras, filmes, música. O universo do escritor é infinito. O que vem por aí? Ainda não sei, mas sei que logo estarei envolvida com um novo livro.

 

O que a escrita representa para você? Comente como vem se desenvolvendo a escrita em sua carreira literária.

Lúcia Teixeira - Escrever faz parte da minha vida, faz bem para a minha alma, representa o encontro com meus sentimentos, meus anseios, meus olhares para o universo. Escrevendo eu me aproximo de questões que podem levar os leitores a reflexões importantes, eu contribuo para ampliar a compreensão de temas como Meio Ambiente e o futuro do Planeta, por exemplo. Escrever é uma forma de comprometimento com as pessoas, com a comunidade. Escrever é viver em vários personagens as questões que me atraem ou que me incomodam. Escrever é estar no mundo.

 

Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a escritora Lúcia Teixeira. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Lúcia Teixeira - Não desistam nunca. Mesmo quando parece que não há luz no fundo do túnel, lembre que é possível pedir ajuda e que você tem forças internas para enfrentar os desafios.

 

 

Divulga Escritor, unindo você ao mundo através da Literatura

Quer ser entrevistado? Entre em contato com nosso editorial, apresentaremos proposta.

Contato: smccomunicacao@hotmail.com