Translate this Page
  • Currently 2.70/5

Rating: 2.7/5 (343 votos)


ONLINE
1



Partilhe esta Página

 

 


Aline Duarte e sua Trajetória
Aline Duarte e sua Trajetória

Confesso que nem sempre gostei de ler, ganhei alguns livros na infância que não passei da primeira página, um deles era "entre neste livro" ou algo assim. Mas minha história tomou um curso diferente quando ganhei de uma amiga da minha mãe, alguns gibis do Maurício de Souza, eu tinha pouco mais de dez anos. Então minha casa passou a estar sempre cheia na companhia da turma da Mônica, do Chico Bento, do Astronauta, da Tina e do Penadinho.

Vencer obstáculos está no meu sangue desde o ventre da minha mãe por ser uma gravidez não planejada, mas a força e coragem dela também vieram no pacote. Comecei a escrever na minha adolescência, geralmente é uma fase difícil e para mim não foi diferente e pode parecer clichê, mas foi nessa confusão de sentimentos misturados com lágrimas que meu relacionamento com a caneta e o papel iniciou.

No início eram apenas palavras jogadas no papel sem qualquer disciplina, desabafos de uma mente confusa, inspirações vindas de letras de músicas e decepções. Confesso também que na escola a matéria que menos gostava era Língua Portuguesa, mas não era tão ruim, ajudei amigos escritores na revisão e até a editar suas obras, é uma responsabilidade enorme e eles confiaram em mim para tal missão. Já cogitei fazer bacharel, ser revisora ou editora. De uma coisa eu sei, o futuro é incerto.

Com o tempo pequenas cenas vinham a minha mente e mesmo insegura quanto a minha escrita fui compondo uma a uma até virar um pequeno conto. Mas tinha muito que desenrolar a história ainda e se tornou minha primeira novela: Segredos - Todos Temos Um, escrito em 2013, mas lançado em 2015.

Foi também em 2013 que lancei meu blog Pense. Repense. Quantas vezes forem necessárias. mudado o nome posteriormente para apenas Pense. Repense. O blog foi criado primeiramente para publicar minhas poesias e textos, não que eu achasse que era ótimo e queria que o mundo lesse, muito pelo contrário. Um amigo muito especial, Michael Mendonça, me presenteou com ele após ler meus escritos e admirá-los. Hoje, além dos meus desabafos, publico sobre diversos assuntos, principalmente literatura. Compartilho notícias e eventos importantes, e até já fiz uma seleção de contos de escritores do wattpad para divulgar no blog.

A partir de 2015 minha vida de escritora começou a se agitar, conheci outros escritores, aprendi muito mais sobre ser escritora e sobre escrever também, lembro dessa época como um salto na minha carreira. Foi assim que comecei a participar de antologias de poesias e contos onde a maior parte dos meus textos foram publicados.

Já em 2017, participei na antologia A Viagem do Pólen da Vida com minhas poesias ''Rimas para Você'' e ''Represa'' e meu conto ''Henrique e Ela - Amor que Floresce'' na edição Cultive o Pólen da Vida 3, organizados pelo Professor Lenilson. Meu primogênito, Sonhos Distantes, publiquei na antologia de contos Sem mais, o amor, pela Andross Editora.

Em 2018 novas publicações, como a antologia Colha o Pólen 1, também organizado pelo Professor Lenilson, participei com minha poesia ''Tempestade''. Já na antologia de poesias e contos do FLAL 5° Edição escolhi meu conto ''Alexandre e Ela - Amor Encontrado''. No final do ano publiquei Minha Inspiração, uma antologia poética solo lançada em comemoração aos meus dez anos de escrita.

Em 2020 novos lançamentos como o meu primeiro romance Coração de Oceano, após longos cinco anos o escrevendo, revisando e editando e a Coletânea de Contos e Poesias FLAL 6° Edição, dessa vez apostei em duas poesias que me levaram ao pódio duas vezes no concurso, "Escravidão" vencedora do sexto lugar, e "Através da Janela" vencedora do segundo lugar.

Minha escrita nasceu para fugir de problemas e eu realmente acreditei que assim que superasse essa fase, deixaria de  fazê-lo. Tenho muito orgulho dos meus livros, dos concursos que participei e principalmente dos que ganhei, e sentiria uma dor enorme se esse meu mundo fosse embora. Então encontrei a resposta para minha pergunta: eu jamais deixarei de escrever!

 

Onde me encontrar:

 

Instagram @penserepense 

http://bit.ly/PRacd

 

Instagram alidudesigner 

http://bit.ly/AliDuDesigner

 

Blog Pense Repense

http://penserepenseacd.blogspot.com/

 

Clube de Autores 

http://bit.ly/AliDuCDA